Menina síria narra rotina no Twitter: “Medo de morrer esta noite”

Moradora de Alepo, Bana Alabed posta vídeos em que é possível ouvir sons de bombas ao fundo

“Estou com muito medo de morrer esta noite. Essas bombas vão me matar”, diz o tuíte de Bana Alabed, garota de 7 anos que vive em Alepo, na Síria. Ao lado da mãe Fatemah e do irmão, Bana vive na região leste de Alepo, na área controlada pelos rebeldes atualmente sitiada, onde moradores convivem com o medo constante das bombas lançadas pelo regime sírio e seus aliados russos.

Com mensagens em inglês, tanto a menina síria como sua mãe, Fatemah, retratam o dia a dia em uma zona de guerra e relembram, com fotos, momentos felizes pré-conflito.

LEIA TAMBÉM:
Dois hospitais são bombardeados em Alepo, na Síria
Pelos 50 pessoas morrem vítimas de ataques aéreos na Síria

Bana tinha apenas 2 anos de idade quando o conflito entre rebeldes, forças do governo e grupos terroristas passou a fazer parte da rotina do país, e seu irmão caçula, de 5 anos, nem chegou a conhecer a paz.

Ao jornal britânico The Guardian, Fatemah contou que os filhos não frequentam a escola. No ano passado, o local onde Bana estudava foi bombardeado e as poucas escolas restantes na cidade ficam distantes – com a frequência das bombas, o trajeto diário tornou-se perigoso.

Quando questionada sobre a possibilidade de deixar o país, Fatemah explica que decidiu permanecer na cidade porque acreditou que a guerra duraria alguns meses, no máximo um ou dois anos. “Minha família vive aqui, esse é meu país, meu lar, o ar que eu respiro”, disse ao Guardian.

Com menos de um mês, o perfil no Twitter já soma mais de 18.000 seguidores.

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Fábio Luís Inaimo

    Assad aliado a Putin promovem a maior carnificina dos tempos modernos! Putin o novo Hitler !

    Curtir