Manifestantes queimam prédio do Tribunal de Justiça na Venezuela

Jovens encapuzados entraram em confronto com funcionários do local e atiraram pedras e coquetéis molotov, provocando um incêndio na fachada

Manifestantes incendiaram nesta segunda-feira um prédio do Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), durante violentos distúrbios em Caracas, em mais um dia de protestos contra o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro. Segundo o jornal local El Nacional, grupos de jovens encapuzados entraram em confronto com funcionários do local e atiraram pedras e coquetéis molotov, provocando um incêndio na fachada.

Três pessoas teriam ficado feridas por tiros disparados contra os manifestantes de dentro do edifício, informou o jornal. Em meio à ação dos bombeiros para apagar o fogo, a Guarda Nacional Bolivariana utilizou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar o protesto. Desde o início de abril, a dura repressão de Maduro já deixou 66 mortos e mais de mil feridos.

O prédio incendiado abriga a sede da Direção Executiva da Magistratura (DEM), um órgão auxiliar do TSJ, que anunciou nesta segunda-feira que mudará a instituição de local por considerar Chacao, a região em que fica o prédio e que tem sido local de frequentes protestos, “um território sem lei”.

Reforma na Constituição

O STJ rejeitou nesta segunda o pedido da procuradora-geral do país para frear o processo de reforma da Constituição defendido pelo presidente Nicolás Maduro. “Por inepta acumulação de reivindicações, o Tribunal Supremo de Justiça declara inadmissível o recurso de Luisa Ortega Díaz”, informou a corte em seu perfil no Twitter.

Na quinta-feira, Luisa havia solicitado a anulação da Assembleia Constituinte defendida pelo governo de Maduro, uma iniciativa fortemente criticada pela oposição no país e que desencadeou  a onda atual de protestos.

Na ocasião, a procuradora-geral expressou que o futuro da democracia do país estava em jogo. “É o povo soberanos que tem a prerrogativa de convocar uma constituinte”, afirmou Luisa, para quem o processo promovido por Maduro viola os direitos humanos.

(com AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ataíde Jorge de Oliveira

    ÏnuPTiLL
    PAy$aGEM

    Curtir

  2. Tio Do lanche

    Vai continuem votando no PT.. E vcs terão isso aqui no Brasil… Abram os olhos

    Curtir

  3. Adilson Nagamine

    Na Venezuela tem blaqui bloque? É o Caetano ? Não faça do microondas uma arma. Bumlai faliuuuuuuuuuuu.

    Curtir

  4. O efeito da corrupção endêmica nos paises da região latrina americana… no Brasil tb com mais de 12 anos de governo petralha e pmdb e psdb…

    Curtir

  5. Os povos precisam se livrar dos cleptocratas (putin, maduro, lula, dilma, temer etc…) que infernizam a vida dos seus cidadãos. Eles tem que ser eliminados pelo bem ou pelo mal. Os povos terão que recorrer a violência extrema para se livrar desse saqueadores dos cofres públicos e sabotadores da Democracia : eles terão que morrer se não abdicarem da corrupção.

    Curtir

  6. Clara Eñelee Kornetz Alves

    Tatu, você soube de alguém que houvesse abdicado da corupção? Corrupto não abdica, MORRE! Cortem-lhe o pescoço ou êle cortará o seu!

    Curtir