Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Manifestantes do ‘Occupy Wall Street’ interrompem discurso de Obama

Washington, 22 nov (EFE).- Membros do movimento ‘Occupy Wall Street’ interromperam nesta terça-feira um discurso do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, na cidade de Manchester, no estado de New Hampshire.

Os gritos dos manifestantes chamavam a atenção para os mais de 4 mil detidos nos protestos espalhados pelo país, e começaram assim que Obama iniciou seu discurso sobre seu plano de emprego, em uma escola de ensino médio. Em seguida, os estudantes que desejavam ouvir as palavras do presidente se opuseram aos manifestantes com gritos de ‘Obama, Obama’.

Depois de alguns instantes, o presidente pediu ao grupo que se acalmasse. ‘Aprecio o fato de vocês exporem seu ponto de vista. Deixem-me continuar e expor o meu’, disse.

‘Mais de 4 mil manifestantes pacíficos foram detidos, enquanto os banqueiros continuam a destruir a economia americana. É preciso deter o ataque aos direitos da primeira emenda. Seu silêncio (o do presidente) envia a mensagem de que a brutalidade policial é aceitável. Os bancos conseguiram ser resgatados, a nós, nos venderam’, dizia um panfleto dos manifestantes, segundo a rede de televisão ‘ABC News’.

Obama, que disse que o movimento ‘Occupy Wall Street’ representa as vozes de frustração generalizada da população com o sistema financeiro do país, mencionou os protestos em seu discurso.

‘Muitas das pessoas que estiveram em Nova York e em todo o país com o movimento ‘Occupy’ têm um profundo sentimento de frustração pelo fato de que a essência do sonho americano parece estar escapando’, disse Obama. EFE