Mancha de petróleo chega às praias da Flórida

Uma mancha de 1,8 metro foi encontrada ao longo da costa da região de Panhandle, na Flórida, nesta quarta-feira. Os ventos empurram o petróleo que vaza de um poço no Golfo do México e a mancha de óleo que apareceu neste destino turístico parece ser um pequeno pedaço que se soltou de uma mancha maior, que mede mais de 15 por 6 metros.

A mancha maior estava parada a mais de 7 quilômetros de Pensacola, na tarde de terça-feira, segundo um porta-voz de um centro unificado de comando em Mobile, Alabama, que está monitorando o vazamento. A pequena mancha foi encontrada “perto da praia, se não já na praia”, disse.

A região de Panhandle está localizada no noroeste da Flórida, numa longa faixa de praias de areia branca muito procuradas por turistas nos feriados do Dia do Trabalho (1º de maio) e do Memorial Day (31 de maio). Pensacola está localizada na parte mais a oeste de Panhandle, que faz fronteira com o Alabama.

Esta é a primeira vez que as autoridades relatam a existência de uma mancha de óleo ao longo da costa da Flórida após a explosão e o naufrágio da plataforma Deepwater Horizon, no Golfo do México. Mas os ventos do sul podem empurrar mais petróleo na direção da Flórida nos próximos dias.

Ameaças – Ontem, o presidente americano, Barack Obama, prometeu responsabilizar legalmente os culpados pelo vazamento de petróleo. Ele afirmou que, se for necessário, mudará a lei para evitar que algo semelhante volte a ocorrer. Os comentários ocorrem em um momento em que a Casa Branca tenta novamente demonstrar liderança, enquanto o desastre se amplia e a petroleira British Petroleum (BP) tenta uma nova operação para deter o vazamento de óleo.

Mas enquanto enfrenta altas críticas, a administração Obama aparenta não ter outra alternativa a não ser depender da expertise da petroleira britânica e seus equipamentos para tentar conter o vazamento.

Depois de admitir fracasso na última tentativa de conter o vazamento, a empresa anunciou que tentará outra alternativa. Agora, a BP pretende posicionar um compartimento de contenção sobre o poço para que a maior parte do vazamento seja direcionada a um navio.

Tentativas para conter o vazamento:

– Estruturas de contenção – parcialmente sucedida

– Queimada controlada – causa grave poluição do ar

– Dispersantes – cientistas alertam risco à vida marinha

– Grande domo posicionado sobre o vazamento – entupiu por causa de cristais de gelo

– “Mangueira” gigante – não consegue sugar grandes quantidades do petróleo

– Técnica “Top-kill” – abandonada