Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Malásia confirma que encontraram mais destroços na Ilha de Reunião

'Há muitos objetos, encontramos painéis de janelas, peças de alumínio e assentos de aviões', disse ministro dos Transportes malaio

As equipes de busca encontraram mais destroços de avião na ilha francesa de Reunião, no Oceano Índico, que poderiam pertencer ao voo MH370 desaparecido em 2014, confirmou nesta quinta-feira o ministro dos Transportes da Malásia, Liow Tiong Lai. “Há muitos objetos, encontramos painéis de janelas, peças de alumínio e assentos de aviões”, disse Liow em entrevista coletiva em Putrajaya,de acordo com a rede CNN.

O ministro malaio disse que as autoridades francesas se encarregarão de determinar se os objetos pertencem ao Boeing 777 da companhia Malaysia Airlines, que desapareceu no dia 8 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo. Funcionários franceses e malaios seguem na Ilha de Reunião em busca de novas peças do avião. De acordo com as equipes, os únicos destroços que estão chegando à costa da ilha são aqueles capazes de flutuar, que são carregados pelas marés. Os componentes maiores e mais pesados devem ter afundado no oceano logo após a queda. A busca submarina liderada pela Austrália ainda não localizou nenhuma pista no fundo do mar.

Leia também

Malásia confirma que destroço encontrado pertence ao MH370

Garrafas com inscrições em chinês e indonésio são encontradas na Ilha de Reunião

As revelações das novas descobertas foram feitas um dia depois que o primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, anunciou que um destroço encontrado na mesma ilha correspondia ao MH370 que era procurado há mais de um ano. “Agora temos a evidência física de que, como anunciei em 24 de março do ano passado, o voo acabou tragicamente no Oceano Índico”, disse Najib em entrevista coletiva em Kuala Lumpur.

(Da redação)