Mafioso italiano foragido foi preso em quarto secreto em sua casa

Antonio Pelle, chefe de um clã da máfia 'Ndrangheta, se escondia em um buraco aberto entre um quarto e um banheiro de sua própria casa, no sul da Itália

A polícia italiana prendeu um chefe da máfia italiana que estava foragido desde 2011 após encontrá-lo escondido em um compartimento secreto dentro de sua própria casa. A polícia levou horas para retirá-lo de dentro de seu esconderijo, construído entre um quarto e um banheiro da casa.

Antonio Pelle, de 54 anos, estava entre os mafiosos listados pelo Ministério do Interior italiano como fugitivos mais perigosos. Ele foi detido pela primeira vez em 2008, mas escapou durante uma visita a um hospital na região da Calábria em 2011. Ele foi condenado a 20 anos de prisão por associação com a máfia e o tráfico de drogas e armas.

LEIA TAMBÉM:
Itália prende chefe da máfia calabresa procurado há 20 anos
Mafioso italiano preso no Brasil será extraditado hoje para Itália

Um vídeo divulgado pela polícia italiana mostra Pelle saindo de seu esconderijo por um buraco na parede, aberto em cima de um grande guarda-roupa em sua casa na pequena cidade de Benestare, no sul da Itália. O esconderijo continha um colchão, um ventilador, algumas garrafas de água e dinheiro.

Pelle ficou escondido em silêncio no compartimento durante a busca policial, até ser descoberto. A prisão foi tão surpreendente que o próprio Pelle não ofereceu resistência e estava visivelmente assustado com a presença dos policiais. “Cinquenta de nós vasculharam a casa de dois andares, onde Pelle sempre vivera, mas foi preciso um olhar muito atento para descobrir seu esconderijo”, afirmou o comandante da polícia Francesco Ratta à imprensa local.

Segundo a agência de notícias italiana ANSA, Pelle é chefe do clã San Luca, ligado à máfia ‘Ndrangheta, da Calábria. A cidade de San Luca, que tem quase 4.000 habitantes, é conhecida por ser o “coração” do grupo ‘Ndrangheta na região.