Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Lugo também não irá às sessões de alegações e sentença de seu julgamento

Assunção, 22 jun (EFE).- O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, não participará das sessões vespertinas de seu julgamento político no Senado, nas quais serão apresentadas as alegações e a sentença, confirmou à Agência Efe um porta-voz presidencial.

Embora os senadores tenham aprovado na quinta-feira um regulamento que determina um limite de horas para as sessões do julgamento, ao longo do dia ocorreu um atraso que fez com que as provas apresentadas fossem aceitas apressadamente e as alegações começassem meia hora depois.

Lugo teria 30 minutos, às 15h30 local (16h30 de Brasília) para fazer suas considerações, o que foi realizado, assim como ocorreu pela manhã, por sua equipe de advogados.

A sessão final começou às 16h30 local (17h30 de Brasília), na qual o Senado, que se transformou num tribunal, como estabelece a Constituição, deve anunciar a sentença.

Entre as sessões de ‘provas’ e ‘alegações’, a missão da Unasul presente no Paraguai emitiu um comunicado de apoio ao ‘presidente constitucional Fernando Lugo’, no qual advertiu que pode ocorrer uma ‘ruptura da ordem democrático’ no país. EFE