Líder de oposição libanesa chama discurso de Assad de ‘ridículo’

Beirute, 10 jan (EFE).- O chefe da oposição libanesa, o ex-primeiro-ministro Saad Hariri, classificou como ‘ridículo’ e ‘negação da realidade’ o discurso do presidente sírio, Bashar al Assad, que garantiu nesta terça-feira existir uma conspiração internacional contra seu país.

‘Assad está vivendo em negação e considera todos os eventos em seu país como uma negação’, afirmou o dirigente anti-Síria em seu Twitter.

Hariri respondeu desta forma as palavras do líder sírio, que discursou nesta terça à nação pela quarta vez desde o início dos protestos no país em março de 2010.

Assad disse que não irá sucumbir as pressões, que denominou ‘fruto de uma conspiração estrangeira’, e afirmou que vai liderar seu país rumo à estabilidade e a vitória total.

‘A conspiração internacional que está sendo articulada em uma sala escura não é mais secreta, agora se tornou clara como cristal e visível para todo o mundo’, ressaltou o presidente.

Em sua opinião, ‘o nevoeiro se dispersou e todas as máscaras caíram, não é mais possível que partes regionais e internacionais continuem a deformar os fatos’.

Segundo os dados da Organização das Nações Unidas, mais de 5 mil pessoas morreram na Síria desde o início dos protestos contra o regime de Assad em março de 2010, que acusa ‘grupos armados terroristas’ de estarem por trás das manifestações. EFE