Lei contra desperdício de comida entra em vigor na Itália

Restaurantes serão obrigados a fornecer embalagens para que clientes possam levar os restos das refeições. O hábito, comum no Brasil, é mau visto na Europa

Itália, país mundialmente famoso por sua gastronomia de pratos generosos, daqueles que servem uma família inteira, sofre com o alto índice de desperdício de comida. Com o intuito de combater o problema, entrou em vigor nesta quarta-feira, em todo o país uma lei contra o desperdício de alimentos.

O plano Spreco Zero (desperdício zero, em italiano) tem como objetivo promover a doação de alimentos que seriam desperdiçados para setores mais vulneráveis da população. A norma pretende poupar cerca de 1 milhão de toneladas de comida por ano. Desta forma, a Itália deve conseguir economizar aproximadamente 12 bilhões de euros (mais de 40 bilhões de reais) anualmente. Segundo dados oficiais, os italianos jogam, em média, cerca de 76 quilos de alimentos no lixo por ano.

Leia também
UE irá mudar forma de controle de turistas (e afetar brasileiros)
Gato é resgatado de escombros 15 dias após terremoto na Itália
Desalojados por tremor na Itália só devem ter casa em 2017

O foco do plano são os alimentos que mantiveram os requisitos de higiene e segurança, mas que por algum motivo não foram vendidos, estejam perto do prazo de validade ou não foram colocados no comércio por erros no rótulo. Além disso, os restaurantes agora serão obrigados a fornecer embalagens para que seus clientes possam levar os restos de suas refeições para casa. O hábito, bastante comum no Brasil, muitas vezes é visto com maus olhos na Europa.

(Com ANSA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Enriqueta Rojas

    Quem escreveu esta matéria jamais foi para a Itália . Não é verdade que sirvam pratos generosos . Mal pode se levar o que resta no prato porque não resta nada . Só no sul , Calábria e Sicília continuam sendo generosos em quantidade de comida nos pratos nos restaurantes .

    Curtir