Jesus não mandaria os gays embora, diz papa Francisco

O líder da Igreja Católica afirmou ainda que homossexuais não podem ser abandonados

Após ter dito na Geórgia que a “teoria dos gêneros” era a maior inimiga do casamento, o papa Francisco declarou neste domingo, no avião que o levou de volta à Itália, que Jesus nunca mandaria os gays embora. Lembrando que acompanhou gente com “tendências homossexuais” durante toda a sua vida de sacerdote, o líder da Igreja Católica afirmou ainda que essas pessoas não podem ser abandonadas.

“As pessoas devem ser acompanhadas, assim como fez Jesus. Quando uma pessoa que tem essa condição chega em Jesus, ele não dirá ‘vá embora porque você é homossexual'”, ressaltou o Pontífice. No entanto, ele voltou a condenar a “maldade que se faz com a doutrinação pela teoria dos gêneros”.

Leia também
Papa denuncia ‘guerra mundial’ contra o casamento
Bento XVI quebra silêncio e fala sobre renúncia e papa Francisco
Papa cumprimenta cachorro que ajudou vítimas de terremoto

“Um pai francês de uma família católica me contou que um dia estava falando com os filhos e perguntou ao menino de 10 anos o que ele queria ser quando crescer. ‘Uma garota’. E o pai se deu conta de que os livros do colégio ensinavam a doutrina dos gêneros. Isso vai contra as coisas naturais”, acrescentou.

Além disso, pediu para os jornalistas presentes no avião papal não escreverem que ele “santificaria os trans”. Em sua visita à Geórgia, Francisco havia denunciado a existência de uma “guerra mundial” contra o casamento, protagonizada pela “teoria dos gêneros” e pelo divórcio.

(Com ANSA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Ou seja, Paulo de Tarso era um grande farsante e não representava Jesus e não era o 12° apóstolo. Ou melhor, Jesus não é o Messias e não representava o Deus da Bíblia. São duas doutrinas completamente opostas.

    Curtir

  2. Sergio Cihgral

    Certamente que Cristo não mandaria gay embora; afinal, ele procederia com tais da mesma forma que procedeu com o “jovem rico”, com zaqueu, com os fariseus, com os saduceus, com os leprosos, com os sacerdotes – ou seja, ele teria algo a lhes falar, o que causaria reações diferentes em cada um dos tais.

    Curtir

  3. Adriano Titonelli

    É verdade! porém Cristo chamava ao arrependimento e ao abandono dos pecados! simples assim…

    Curtir

  4. David Farias

    Esse papa é um tremendo milongueiro, tinha que ser argentino.

    Curtir

  5. Me converti ao Budismo e posso dizer: Qualquer Budista é mais compassivo e sábio que a grande maioria dos Cristãos. Tirando minha mãe e minha finada avó, claro!

    Curtir

  6. Mesmo porque foi Ele mesmo que os criou!

    Curtir

  7. Paulo Bandarra

    É uma confissão de que a Igreja sempre esteve errada.

    Curtir

  8. O que se esperar de pedofilo comedor de coroinha? tststs

    Curtir

  9. Reinaldo Favoreto Júnior

    Jesus, aquele cabeludo, solteirão, que evitava mulher e andava com 12 homens pra cima e pra baixo? Filho de Deus, aquele outro solteirão?

    Curtir

  10. Vanessa Pereira

    Esse coitadismo desse papa comunista é de matar. Jesus chamou pecadores ao arrependimento. Eles nunca foram tratados como pobres coitados. A mulher adúltera quando teve seus pecados perdoados também recebeu uma condição “Vá e NÃO PEQUES mais”. A condição imposta pelo reino de Deus, a qual Begóglio parece pouco conhecer, é o arrependimento (e o consequente abandono da prática do pecado). Isso vale para gays, héteros, brancos, pretos… todos são igualmente pecadores e cada qual sabe do seu pecado. Que Deus tenha misericórdia de todos nós.

    Curtir

  11. Marcos Ferax

    Esse PAPA é um Brincalhão só Pode !!! É Lógico que Jesus não os Mandaria ir embora mais diria a mesma coisa que falou à Prostituta ” VAI E NÃO Peques Mais ” O Problema dos Gays é que não querem deixar de ser Gays, Então deixem fazer o que quiserem desde que não se envolvam com a igreja, caso queiram se envolver serão bem vindos mais que Obedeçam a Bíblia.

    Curtir