Irmão de Obama diz que votará em Trump para presidente

Malik Obama, meio-irmão do presidente, afirmou concordar com Trump em assuntos como o casamento gay e criticou a gestão de Barack

O meio-irmão do presidente Barack Obama, Malik Obama, afirmou que votará no candidato republicano Donald Trump nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, em novembro. Malik disse gostar do empresário nova-iorquino e estar infeliz com a liderança de seu irmão.

“Trump tem um apelo para mim. Também acho que ele é realista, fala com sinceridade e não está tentando ser politicamente correto. Ele é simplesmente direto”, disse Malik. O irmão do líder americano vive no Quênia, mas já morou em Washington e trabalhou em várias empresas antes de se tornar um consultor financeiro independente.

Muçulmano, Malik também afirma que é favorável à posição de Trump contra os membros de sua religião – o candidato propõe barrar todos os muçulmanos que tentarem entrar nos Estados Unidos como uma medida para se proteger do terrorismo. “Não se pode ter pessoas atirando contra pessoas por aí e matando em nome do Islã”, comentou.

Leia também:
Vazamento de e-mails sugere possível ajuda de Putin a Trump
Convenção Democrata inicia em meio à polêmica de e-mails
As principais propostas de Trump para os EUA

Em entrevista ao jornal New York Post, Malik também criticou a posição de seu irmão e da maioria do Partido Democrata em relação ao casamento gay. “Eu me sinto um republicano agora porque eles não acreditam na união entre pessoas do mesmo sexo”, afirmou, apesar de não ser uma opinião defendida por todo o partido.

Os dois irmãos Obama não se conheciam até 1985, e mantiveram uma relação mais próxima no passado. Eles são filhos do mesmo pai, Barack Obama Sr., saiu do Quênia em 1959, deixando Malik com a mãe. Quando chegou aos Estados Unidos, o pai do presidente se matriculou na Universidade do Havaí, onde conheceu Stanley Ann Dunham, a mãe do líder americano.

Ao todo, Barack tem sete meio-irmãos, dos dois lados da família. Malik já visitou o presidente no Salão Oval, na Casa Branca, e foi inclusive seu padrinho de casamento, mas a dupla acabou se distanciando.

(Com Reuters)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Papai Sabetudo

    Parente é serpente!

    Curtir

  2. Feliz do ser humano que tem convicções próprias, não se deixando levar por parentesco, amizades e interesses…Parabéns, Malik…

    Curtir

  3. Ai. Minha noooossa! Ele é negro! Não poderia votar com Trump! Coisas que esquerdistas não digerem nem com soda cáustica!

    Curtir