Irã: aliados de Khamenei derrotam Ahmadinejad em eleição

A imprensa local estima que o novo Parlamento será profundamente renovado

A Frente Unida dos Conservadores, que faz oposição ao presidente Mahmoud Ahmadinejad, lidera as eleições legislativas realizadas na sexta-feira no Irã, segundo os resultados parciais divulgados neste domingo. Com 90% das urnas já apuradas, a imprensa local estima que o novo Parlamento terá uma profunda renovação.

As eleições de sexta-feira praticamente não tiveram a participação de reformistas, cujos líderes estão sob prisão domiciliar, e não terão grande impacto na política externa do Irã – incluindo seu programa nuclear. Por outro lado, dará ao grupo do líder supremo, o aiatolá Ali Khamenei, uma liderança significativa antes das eleições presidenciais de 2013.

Os partidários de Khamenei devem ocupar mais de três quartos dos 290 assentos do Majlis (Parlamento), de acordo com uma lista publicada pelo Ministério do Interior. A grande derrota dos partidários de Ahmadinejad deve corroer a autoridade do presidente, que está recebendo críticas dos aliados de Khamenei por ter desafiado a autoridade máxima do supremo líder na hierarquia do Irã.

A Frente Unida, dirigida pelo presidente do Parlamento, Ali Larijani, superou nas províncias a Frente da Persistência da Revolução Islâmica, que dá apoio a Ahmadinejad. Em Teerã, após a apuração de metade dos votos, a Frente Unida tinha 14 cadeiras contra 10 para os partidários do presidente. Outra coalizão de oposição a Ahmadinejad, a Frente da Resistência, liderada pelo ex-comandante da Guarda Revolucionária Mohsen Resai, poderia obter bons resultados na província.

(Com agência France-Presse)