Indonésio é preso por hackear outdoor e exibir filme pornográfico

Autoridades da cidade de Jacarta precisaram desligar a energia da rua para parar com a exibição do filme

A polícia da Indonésia prendeu nesse terça-feira um homem que confessou ter hackeado um outdoor eletrônico na cidade de Jakarta e exibido um filme pornográfico. O vídeo de pornografia japonesa rodou por cerca de 10 minutos na última sexta-feira, em uma avenida movimentada da cidade de Jacarta. Para conseguir parar a transmissão, autoridades cortaram a energia elétrica da rua.

De acordo com a polícia, o responsável pelo episódio é um analista de TI de 24 anos, que confessou ter organizado a “brincadeira”. “O suspeito afirma que agiu sozinho, mas ainda estamos investigando se ele tinha uma motivação especial ou só estava pregando uma peça”, disse o chefe de polícia de Jacarta, Muhammad Iriawan, à rede BBC.

Leia também:
Congestionamento de três dias deixa 12 mortos na Indonésia
China proíbe vídeos na internet de pessoas comendo banana de forma sedutora

Segundo Iriawan, o analista pode pegar até doze anos de prisão se for condenado pela lei que proíbe a exibição pública de cenas explícitas de sexo. Acesso a sites pornográficos são proibidos no país de maior muçulmana e cenas do tipo costumam ser cortadas de programas de TV e novelas pelos reguladores do governo.