Hong Kong apreende maior carga de marfim dos últimos 30 anos

Valor das presas de elefantes chegam a mais de US$ 70 milhões

As autoridades alfandegárias de Hong Kong confiscaram a maior quantidade de marfim na ilha em três décadas.

A carga estava escondida em um contêiner de 12 metros sob caixas de pescado congelado proveniente da Malásia. Ela foi confiscada durante um controle rotineiro no porto da cidade

O peso total da carga é de 7,2 toneladas de presas de elefante. O valor de mercado chegaria a US$ 70 milhões.

Os agentes da alfândega detiveram um homem e duas mulheres, funcionários de uma companhia comercial de Hong Kong que, se forem considerados culpados, poderiam pagar uma multa de US$ 5 milhões e pegar uma pena de prisão de até sete anos.

Documentos achados junto com a carga apontavam a ilha como destino final da mercadoria.

A WildAid, ONG que tem como objetivo eliminar o comércio ilegal de fauna e vida silvestre, assegura que Hong Kong está entre os maiores mercados varejistas mundiais de marfim e estima que 90% de todo o marfim que chega à China passa pelo território.

Seguindo o exemplo da China, que prevê tornar ilegal este negócio no final de ano, em janeiro de 2016 o governo de Hong Kong iniciou um plano para abolir totalmente o comércio de presas de elefante na ex-colônia britânica.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Rodrigo Morato

    Nem cadeia, nem dinheiro pagam esse tipo de atitude.

    Curtir

  2. Reinaldo Favoreto Júnior

    o ser humano é uma cruza de macaco com bactéria que destrói tudo que toca

    Curtir

  3. Cesar8002UTB

    Até que enfim. Deviam é matar esses canalhas.

    Curtir