Homem é preso acusado de canibalismo nos EUA

Após assassinar e mutilar uma mulher de 36 anos, Gregory Scott Hale comeu parte dos restos mortais da vítima. O crime ocorreu no estado do Tennessee

Um homem identificado como Gregory Scott Hale foi preso nesta semana após confessar o assassinato de Lisa Hyder, uma mulher de 36 anos, no estado americano do Tennessee. As autoridades, no entanto, constaram que Hale não só matou e mutilou a vítima, como também comeu parte de seus restos mortais. Segundo a rede americana CNN, o assassino praticou o canibalismo após decepar as mãos, pés e cabeça de Lisa e queimar o seu tronco em uma fogueira armada no quintal de sua casa.

Leia também:

​Homem assassina o filho para poder jogar videogame

Mulher é presa após polícia achar corpos de sete bebês na garagem

EUA: meninos de 9 e 12 anos são presos por envenenarem professora

Não há nenhum indício de que Hale e Lisa se conheciam antes do crime. A polícia não acredita que o criminoso possa ter praticado canibalismo anteriormente. O processo judicial aponta que o homem de 37 anos separou os membros decepados da vítima em baldes plásticos antes de comê-los. Uma amiga da vítima afirmou que Lisa era “uma garota muito doce e bonita”. “Você precisa ter uma mente muito doentia para fazer algo desse tipo”, disse Vicki Keenan. As ligações feitas aos parentes do assassino não foram atendidas.

O acusado está preso sob uma fiança de 1,5 milhão de dólares e responderá por homicídio em primeiro grau e abusos infringidos a um cadáver. A próxima audiência referente ao caso foi agendada para o dia 23 deste mês.