Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Hackers russos invadem sistema de e-mails do Estado-Maior Conjunto dos EUA

Hackers russos conseguiram invadir o sistema de e-mails do Estado-Maior Conjunto dos Estados Unidos, o que obrigou o órgão das Forças Armadas americanas a desativar o canal de comunicação durante pelo menos 11 dias, informaram nesta quinta-feira fontes do Pentágono e a imprensa do país.

Leia também:

Revista alemã ‘Der Spiegel’ foi alvo dos serviços de inteligência dos EUA

China está montando banco de dados com informações de cidadãos americanos, diz jornal

O ataque começou no dia 27 de julho com o uso de técnicas de “spear phishing”, que tem como objetivo confundir os destinatários das mensagens para roubar dados ou senhas.

Segundo o Pentágono, nenhuma informação confidencial foi exposta, mas os e-mails do Estado-Maior Conjunto estão desativados desde o ataque. Devido à sofisticação da ação dos hackers, os EUA consideram que um ator estatal foi responsável pela invasão, que teria se iniciado na Rússia.

O ataque deixou inativas as contas de e-mail de 4 mil servidores do Estado-Maior Conjunto, mas há a expectativa que elas voltem a funcionar normalmente nesta quinta-feira.

O jornal Daily Beast afirma que os investigadores acreditam que estão por trás do ataque os mesmos hackers russos que tentaram invadir a Casa Branca e o Pentágono no ano passado.

Esta foi a ação de hackers mais significativa desde a invasão no Escritório de Gestão de Pessoal dos EUA, que expôs dados de milhões de funcionários e candidatos a postos de responsabilidade no governo americano.

(Com EFE)