Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Grupos palestinos se reúnem em Gaza em busca de reconciliação

Primeiro-ministro Rami al-Hamdallah comandou encontro com lideranças do Fatah e Hamas em busca de criação de governo unificado na Palestina

O primeiro-ministro palestino, Rami al-Hamdallah, comandou nesta terça-feira o encontro do gabinete palestino na Faixa de Gaza em uma ação em direção à reconciliação entre o Fatah, legenda do presidente Mahmoud Abbas, que governa a Autoridade Palestina a partir da Cisjordânia, e o grupo islâmico Hamas. É a primeira reunião dos grupos em três anos.

“Hoje, nós estamos diante de um importante momento histórico, pois começamos a superar nossas feridas, colocar nossas diferenças de lado e focar no interesse nacional acima de todo o resto”, disse Hamdallah. O Hamas tomou Gaza, em 2007, no confronto com forças do Fatah e, desde então, governa o enclave de dois milhões de pessoas. O processo de reconciliação está sendo monitorado e promovido por uma delegação do Egito.

Em setembro, o Hamas anunciou que estava de acordo com as demandas feitas por Abbas para um governo unificado palestino. “Pode haver algumas dificuldades no caminho, mas nós iremos concluir a reconciliação, independentemente do custo”, disse o chefe do grupo islâmico, Ismail Haniyeh. Em entrevista a rede de notícias Al Jazeera, um porta-voz do Hamas declarou que o processo de unificação vem do desejo popular. “Dessa vez, ambos os partidos falam sério sobre tornar a reconciliação e um governo de unidade um projeto duradouro”, comentou Hazem Qassem.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, alertou contra o engajamento em “reconciliações fictícias” e se referiu ao financiamento iraniano para o Hamas, que lutou três guerras com Israel desde 2008. A última tentativa de reconciliação entre o Hamas e o Fatah aconteceu em 2014, mas foi interrompida pelo conflito entre Israel e Gaza naquele ano.

(Com Reuters)