Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Governo da Venezuela usa Judiciário contra opositores, diz HRW

A organização Human Rights Watch denunciou nesta quinta-feira o uso do sistema judicial para punir políticos da oposição no país

O governo do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, usa o sistema judicial como uma punição política, com demandas penais contra dezenas de opositores que criticaram suas políticas nos meios de comunicação, denunciou nesta quinta-feira a organização de defesa dos direitos humanos Human Rights Watch (HRW).

Segundo a HRW, além dos processos mais notórios contra dirigentes políticos como Leopoldo López, um dos líders da oposição preso há mais de um ano, dezenas de críticos menos conhecidos enfrentam ou foram ameaçados de ações penais por autoridades venezuelanas.

Leia também:

Revoltada com a escassez, população de cidade venezuelana saqueia caminhões com comida

Venezuela limita candidaturas da oposição

ONU pede que Venezuela respeite opositores e ativistas

Maduro define lista de candidatos a deputado, e põe a mulher como cabeça de lista

O mais grave, porém, é a “ausência de um poder judicial independente” que possa frear as ações do Poder Executivo, advertiu a organização americana. “O governo da Venezuela utiliza o sistema de justiça como uma fachada, mas a realidade é que os juízes e procuradores venezuelanos se converteram em soldados obedientes”, disse José Miguel Vivanco, diretor-executivo para as Américas da HRW, em um comunicado.

Para Vivanco, “as autoridades venezuelanas abusaram, de forma recorrente, de suas faculdades para limitar a livre expressão, e isso impede um debate aberto e democrático, o que é especialmente importante diante das eleições legislativas que serão realizadas em dezembro”, disse Vivanco.

(Com agência France-Presse)