Governador diz que explosão em Nova York foi ‘ato de terrorismo’

Andrew Cuomo afirmou que não há provas de que bomba está vinculada ao terrorismo internacional, mas que uma explosão em Nova York 'é ato de terrorismo'

O governador do Estado de Nova York, Andrew Cuomo, disse neste domingo que a explosão ocorrida neste sábado na cidade de Nova York foi um “ato de terrorismo”. Ele declarou, no entanto, que as autoridades ainda não têm provas que a vinculem ao terrorismo internacional.

“Ainda não há evidências que a vinculem com o terrorismo internacional, mas uma bomba que explode em Nova York obviamente é um ato de terrorismo”, disse Cuomo em entrevista coletiva no local da explosão. “Uma alternativa é especular ou formular hipóteses, e outra opção é esperar os fatos e começar a partir daí. Não seria razoável que me colocasse a especular sobre algo que ainda não conhecemos.”

Leia mais:
Polícia de Nova York acha segunda bomba após primeiro ataque

Explosão em Nova York foi ‘intencional’, diz prefeito

Cuomo disse que os nova-iorquinos não vão permitir que esse tipo de pessoa e esse tipo de ameaça altere suas vidas. “Isto é uma democracia, aqui vivemos em liberdade, e não vamos permitir que nos tirem”, declarou.

O governador afirmou que desta vez houve “sorte” porque não houve mortes e explicou que as 29 pessoas que ficaram feridas após a explosão já receberam alta.

A explosão da bomba, colocada em uma lata de lixo, ocorreu por volta das 20h30 de ontem (hora local; 21h30 de Brasília) no bairro de Chelsea, uma região muito frequentada por turistas.

Posteriormente, as autoridades localizaram uma segunda bomba a pouca distância do lugar da explosão e que, segundo a polícia, foi montada em uma panela de pressão.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Derci de Lima

    Sinceramente pensei que era o Silvio Santos dando entravista

    Curtir

  2. Aloisio Barros

    Haha! Tive a mesma visão do Sílvio.

    Curtir