Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

França: renúncia de Annan demonstra dramático beco sem saída da Síria

Paris, 2 ago (EFE).- A França considerou nesta quinta-feira que a renúncia de Kofi Annan como enviado especial da ONU na Síria ilustra o ‘dramático beco sem saída’ no qual se encontra a Síria.

Em um breve comunicado, o chanceler francês, Laurent Fabius, acrescentou que com a retirada de Annan, um ‘cessar-fogo urgente, a saída de Baschar Al Assad do poder e uma transição política que respeite todas as comunidades sírias são mais necessários do que nunca’.

Annan justificou sua decisão pela impossibilidade de dar os passos necessários para conduzir a um acordo político que ponha fim à crise no país árabe.

Em entrevista coletiva realizada em Genebra, Annan criticou, além disso, a divisão da comunidade internacional no momento de buscar uma solução para 17 meses de um conflito armado que tirou a vida de mais de 12 mil pessoas.

‘É impossível para mim ou para qualquer outra pessoa convencer o governo e a oposição a dar os passos necessários para abrir um processo político. Por esta razão, informei ao secretário-geral da ONU (Ban Ki-moon) que não tenho intenção de manter minha missão, que expira no final do mês de agosto’, explicou. EFE