Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Filipinas contam os prejuízos causados por tufão: 21 mortos

O Nesat já abandonou o país pelo mar da China Meridional e se dirige ao Vietnã

Ao menos 21 pessoas morreram, 35 estão desaparecidas e centenas de milhares tiveram de abandonar suas casas pelas enchentes provocadas pelo tufão Nesat, que cruzou o norte das Filipinas, indicaram fontes oficiais nesta quarta-feira. O tufão, batizado pelos filipinos de “Pedring”, entrou no país na terça-feira com ventos sustentados de 140 quilômetros por hora e rajadas de até 170 quilômetros por hora.

Leia também:

Leia também: Entenda como se formam e se classificam os ciclones

Nesat já abandonou as Filipinas pelo Mar da China Meridional rumo ao Vietnã. Benito Ramos, diretor do Centro Nacional de Prevenção de Desastres, assegurou que o número de mortos aumentará nas próximas horas.A última vítima registrada é uma mulher de 22 anos que morreu afogada na província de Isabela (norte), uma das mais afetadas pelo temporal.

De acordo com o boletim anterior do Centro Nacional de Prevenção de Desastres, as últimas vítimas eram cinco crianças entre 7 meses e 10 anos de idade que morreram atingidas por árvores que caíram devido ao vendaval em diferentes pontos do leste e do norte do arquipélago.

As Filipinas começaram a contar também outros prejuízos provocados pela passagem do tufão Nesat, que deixou cidades alagadas, represas transbordando e danos às plantações de arroz ao longo da ilha de Luzon, no norte. Tufão é a designação tradicional para os ciclones no Oceano Pacífico, enquanto furacão é o termo usado para o mesmo fenômeno no Oceano Atlântico.

(Com agência EFE)