Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Explosão de projétil com material tóxico mata 15 membros do EI no Iraque

Pelo menos 15 membros do grupo terrorista Estado Islâmico (EI) morreram nesta segunda-feira e outros cinco ficaram feridos pela explosão de um projétil carregado com cloro, que os jihadistas pretendiam usar contra as forças governamentais no norte do Iraque.

O projétil tinha como alvo milicianos sunitas pró-governo de Bagdá, na zona de Al Biay, 120 quilômetros ao oeste da cidade de Mosul, reduto dos extremistas no norte do Iraque.

Abdel Raheem al Shammari, comandante da milícia sunita Nauader al Iraque, que opera na região, contou que os jihadistas morreram asfixiados pelo produto químico presente no míssil que queriam lançar.

Leia também:

Estado Islâmico mata 30 em atentado em estádio no Iraque

EUA matam Abdel Rahmane al-Qaduli, número dois do Estado Islâmico

Outro lado – Um comandante de uma milícia pró-governo sunita morreu também nesta segunda-feira na província de Ninawa, cuja capital é Mosul, em confrontos com combatentes do EI. Fares al Sabaui morreu pelos disparos de um franco-atirador na cidade de Al Nasr, a 55 quilômetros de Mosul, durante as operações das tropas iraquianas que buscam expulsar os jihadistas da província.

A região é palco de uma operação do Exército iraquiano para recuperar o controle de Ninawa e reconquistar a importante cidade de Mosul. O Exército do Iraque informou há três dias que o avanço é lento perante a forte resistência por parte do grupo terrorista, que em junho de 2014 conquistou Mosul e proclamou um califado nas zonas sob seu controle no Iraque e na vizinha Síria.

(Com EFE)