Ex-presidente Lula é internado com infecção pulmonar leve: hospital

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que ocupou a Presidência entre 2003 e 2011 e está em tratamento contra o um câncer na laringe, foi internado neste domingo em São Paulo, ao apresentar febre provocada por uma leve “infecção pulmonar”, informou em nota o Hospital Sírio Líbanês.

Lula, de 66 anos, foi internado “em função de ter apresentado febre baixa” provocada por uma “infecção pulmonar de leve intensidade”, destacou o curto comunicado do centro médico, onde o ex-presidente faz o tratamento contra o câncer.

Os médicos que tratam o ex-presidente constataram a presença “de infecção pulmonar de leve intensidade” e iniciaram a administração de antibióticos.

O hospital informou que Lula deverá permanecer internado nos próximos dias.

Em 17 de fevereiro, o ex-presidente concluiu as sessões de quimio e radioterapia e em um mês deveria fazer novos exames para verificar o progresso do tratamento contra o câncer, diagnosticado em outubro.

O popular ex-presidente recebeu alta desde então para continuar com a recuperação em casa, em São Bernardo do Campo, a 20 km de São Paulo, onde recebia sessões de fisioterapia e tinha consultas com fonoaudiólogos.

No começo de fevereiro, o oncologista Artur Katz, integrante da equipe médica de Lula, havia informado à imprensa que uma tomografia mostrou que o tumor na laringe tinha desaparecido, embora tenha ressaltado que o diagnóstico de cura só poderia ser confirmado com uma endoscopia.

Lula já tinha sido internado anteriormente com fadiga e perda de apetite, consequências do tratamento.

Na sexta-feira, ele recebeu a visita da presidente Dilma Rousseff, sua afilhada política, informou o Instituto Cidadania, fundado pelo ex-presidente, que divulgou uma foto dos dois juntos.

Uma das últimas aparições de Lula foi em um vídeo exibido em 18 de fevereiro pelo instituto, no qual ele aparecia agradecendo à escola de samba Gaviões da Fiel pela homenagem feita a ele no carnaval de São Paulo. Convidado a participar do desfile, Lula não pôde comparecer por recomendação médica.