EUA: formandos de Notre Dame protestam em fala do vice-presidente

Um grupo de alunos deixou a cerimônia no momento do discurso do republicano, em oposição ao governo de Donald Trump

O discurso do vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, para a turma de formandos de 2017 da Universidade de Notre Dame, em Indiana, não foi bem visto por parte dos alunos. No domingo, uma centena de estudantes deixou a cerimônia de graduação quando o republicano subiu ao palco, em protesto contra políticas da administração de Donald Trump. Familiares e convidados também vaiaram Pence durante sua fala.

O vice discursou para cerca de 3.000 graduandos de todos os cursos da instituição católica – localizada no Estado onde foi governador – após receber um diploma honorário. A manifestação foi planejada com antecedência pela organização de estudantes em apoio a imigrantes We Stand For. Segundo o grupo, Pence afeta negativamente “a proteção de direitos civis de membros da comunidade LGBT+, rejeita o programa de reassentamento de refugiados sírios e apoia a exclusão de minorias religiosas”.

O republicano é bastante religioso e conhecido por posições conservadoras, por vezes mais rígidas que as de Trump, em temas como aborto e casamento entre pessoas do mesmo sexo. O grupo de estudantes, porém, alega que até mesmo o papa Francisco pede apoio ao refugiados sírio e respeito às minorias, inclusive homossexuais. Quando o nome de Pence foi anunciado para o discurso de formatura, mais de 1.700 alunos condenaram a escolha em carta à universidade.

O protesto na Notre Dame não foi o primeiro contra membros da administração de Trump na temporada de formaturas do ano. A secretária de Educação Betsy DeVos também foi recebida com vaias, gritos e alunos que viraram as costas durante discurso na Universidade Bethune-Cookman, no início do mês.

Discurso

Na fala aos graduandos, Pence afirmou que a Notre Dame está na “vanguarda da liberdade de expressão e livre troca de ideias”. Para o vice-presidente, diversas instituições de ensino pelo país estão caracterizadas pelo “policiamento de tom” e excesso do “politicamente correto”, o que estaria “suprimindo o livre discurso”. “Essas práticas destroem o aprendizado e a busca por conhecimento”, afirmou.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Alberto Ahrens

    O que o mundo precisa agora é mais um extremista! Nossa!

    Curtir

  2. De tantos obamas e bananas o mundo chegou a essa crítica situação! Chega de dar ouvidos a fedelhos esquerdistas recém-formados, falsos intelectuais e artistas e ao patrulhamento de minorias que nada representam! Se depender desses ditadores do politicamente correto, a humanidade chegará ao fim!

    Curtir

  3. Ronaldo Serna Quinto

    FAKE NEWS!!!

    Curtir

  4. bom, deixa ver se eu entendi. 3000 formandos e uma centena saiu. isso quer dizer que é a minoria. não faz falta. sobraram 2.900 pra aplaudir. Bolsonaro presidente 2018.

    Curtir

  5. vladimir dubrosky

    REVISTA VEJA, OBSERVA, REALEMNTE, DE QUE NAO FORAM 100 ESTUDANTES ESQUERDISTAS.
    FORAM BEM MENOS. LE AS NOTICIAS INTERNACIONAIS.
    NAO FIQUE MENTIDO PARA O POVO BRASILEIRO.
    TRUMP REVITALIZARA OS ESTADOS UNIDOS.
    FORA, ESQUERDA COMUNISTA (fica no Brasil)

    Curtir

  6. vladimir dubrosky

    REVISTA VEJA, OBSERVA, REALEMNTE, DE QUE NAO FORAM 100 ESTUDANTES ESQUERDISTAS.
    FORAM BEM MENOS. LE AS NOTICIAS INTERNACIONAIS.
    NAO FIQUE MENTIDO PARA O POVO BRASILEIRO.
    TRUMP REVITALIZARA OS ESTADOS UNIDOS.
    FORA, ESQUERDA COMUNISTA (fica no Brasil)
    PUBLIQUEM MEU COMENTARIO ……………………..

    Curtir

  7. Maurício Cavalieri Machado

    Não sei o contexto, mas a mim ultimamente está parecendo bom sinal se o meio universitário critica alguém. Triste constatar isso. A ideologia esquerdista é intolerante e violenta por natureza. Exemplos não faltam.

    Curtir

  8. Alexandre Freitas

    Lamentável a reportagem. Quem se der o trabalho de ver o que realmente ocorreu verá que a reportagem é falsa. Não mais do que 30 a 40 alunos de um grupo de formando de 500 alunos, como pode ser visto no vídeo original, levantaram-se e foram embora. É impagável ver a cara de trouxa dos levantaram e saíram do local e a cara dos que ficaram não dando a menor pelota. Os que se levantaram e saíram estavam, inclusive, com mantas de índios peruanos ou algo do gênero. Patético!!!A propósito, o vice-presidente recebeu muitas homenagens. Admira uma revista, outrora conceituada, prestar-se a um serviço deste tipo.

    Curtir

  9. Trump deveria cassar o diploma desses delinquentes e prender todos. é o certo!

    Curtir

  10. Intolerantes. Sem mais. Obrigado.

    Curtir