Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA fazem ação com bombardeiros após teste da Coreia do Norte

Ação militar contou com o suporte de Coreira do Sul e Japão e foi uma resposta direta às provocações do ditador Kim Jong-Un

Os Estados Unidos enviaram dois bombardeiros supersônicos para sobrevoar a península coreana neste domingo. A ação foi classificada pelas forças aéreas americanas e da Coreia do Sul como uma demonstração de força, após os últimos testes de mísseis balísticos intercontinentais (ICBM) realizados pela ditadura norte-coreana de Kim Jong-Un.

Segundo um comunicado emitido pelos Estados Unidos, o voo dos aviões B-1B foi uma resposta direta ao teste dos mísseis e ao lançamento do foguete Hwansong-14, realizado no início de julho. Os bombardeiros decolaram de uma base aérea dos EUA, em Guam, e foram acompanhados por jatos japoneses e sul-coreanos durante o exercício.

“A Coreia do Norte continua a ser a ameaça mais urgente para a estabilidade regional”, disse o comandante das Forças Aéreas do Pacífico, Terrence J. O’Shaughnessy, no comunicado. “Se convocados, estamos prontos para responder com força rápida, letal e esmagadora em um momento e lugar de nossa escolha.”

De acordo com especialistas, o teste de sexta-feira foi claramente mais poderoso que o primeiro desse tipo, realizado em 4 de julho. Eles consideram que os mísseis norte-coreanos já podem alcançar, em tese, a costa leste dos Estados Unidos, o que inclui Nova York. O Senado americano aprovou na sexta-feira novas sanções contra Pyongyang.

(Com agência Reuters)