EUA enviam bombardeiro para Seul para advertir Coreia do Norte

"A península coreana está enfrentando uma grave crise de segurança pelo quinto teste nuclear da Coreia do Norte", disse o tenente-general Lee Wang-keun

Os Estados Unidos enviaram nesta quarta-feira para a Coreia do Sul outro bombardeiro supersônico como uma nova advertência a Coreia do Norte, em resposta ao recente teste nuclear e às contínuas provocações do regime de Kim Jong-un. O bombardeiro supersônico B-1B Lancer aterrissou na base americana de Osan, em Pyeongtaek, procedente da base de Guam no Pacífico, informaram as Forças dos EUA na Coreia do Sul.

Os EUA já haviam enviado na semana passada a Osam dois B-1B Lancer, que realizaram um voo de teste sobre Coreia do Sul. A exibição serviu para Washington reafirmar seu apoio à Seul diante da tensão provocada por Pyongyang, quatro dias após seu quinto e maior teste nuclear.

Leia também
Seul tem planos de reduzir Pyongyang ‘a cinzas’ em caso de ataque
O que sabemos sobre o programa nuclear da Coreia do Norte
Coreia do Norte realiza seu maior teste nuclear

A chegada do novo bombardeiro “é apenas mais um recurso da ampla gama de opções que temos” para resistir o “comportamento agressivo” da Coreia do Norte, indicou o tenente-general Thomas W. Bergeson da Força Aérea dos EUA.

“A península coreana está enfrentando uma grave crise de segurança pelo quinto teste nuclear da Coreia do Norte e seu seguido lançamento de mísseis balísticos e SLBM (mísseis lançados a partir de um submarino)”, afirmou o tenente-general Lee Wang-keun, comandante de operações da Força Aérea sul-coreana.

(Com agência EFE)