Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

EUA deportam imigrantes com antecedentes criminais

Atualmente, uma grande operação no país resultou na prisão de 2.901 imigrantes sem documentos. Aqueles que já cometeram delitos serão deportados com prioridade

Cerca de um milhão de imigrantes ilegais com antecedentes criminais nos Estados Unidos são prioridade do governo para deportação, informou nesta quarta-feira o diretor da Agência de Imigração e Alfândega (ICE), John Morton. “As estimativas variam, mas são aproximadamente um milhão de pessoas com antecedentes criminais sujeitas à deportação”, explicou Morton em uma coletiva de imprensa.

Leia também:

Leia também: Brasileiros nunca foram tão bem-vindos nos Estados Unidos

“Há muito mais pessoas ilegais neste país do que o ICE pode deportar”, disse Morton ao anunciar a maior operação da história dos Estados Unidos, que resultou na prisão de 2.901 imigrantes sem documentos. No país vivem aproximadamente 11 milhões de imigrantes ilegais.

“O que fizemos a partir do momento em que chegamos ao governo (na presidência de Barack Obama) é definir uma agenda de prioridades para otimizar os limitados recursos que temos a nossa disposição. Na nossa perspectiva o melhor é começar com os criminosos”, disse. “Também expulsamos pessoas sem antecedentes”, reconheceu Morton, cujo governo bateu recordes nos últimos anos com uma média de 350.000 deportações por ano. Contudo, o diretor do ICE negou que seus agentes realizam “prisões ao acaso”.

Organizações civis em defesa dos imigrantes acusam o ICE e outras agências americanas de prenderem imigrantes simplesmente porque dirigem sem licença, ou por faltas menores, como beber em público.

(Com agência France-Presse)