Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Escudo antimísseis americano THAAD é ativado em Seul

O equipamento serve de possível proteção contra ataques da Coreia do Norte

O Exército dos Estados Unidos confirmou nesta terça-feira que seu controverso escudo antimísseis THAAD já está em funcionamento na Coreia do Sul. O momento é de enorme tensão na península coreana por causa das repetidos testes nucleares realizados pela Coreia do Norte.

“As Forças dos Estados Unidos na Coreia confirmam que o Sistema de Defesa Terminal de Área a Grande Altitude (THAAD) está funcionando e tem a capacidade de interceptar mísseis norte-coreanos e defender a República da Coreia (nome oficial da Coreia do Sul)”, afirma um comunicado militar. O anúncio, assinado pelo coronel Richard Manning, chega apenas uma semana depois que o THAAD começou a ser instalado em um antigo campo de golfe na região de Seongju, centro da Coreia do Sul.

A implantação do THAAD, que foi acordada entre Seul e Washington em julho do ano passado, tem como objetivo responder ao número recorde de testes de mísseis que Pyongyang realizou em 2016, entre eles o de um foguete espacial, considerado pela comunidade internacional como um teste de míssil disfarçado.

Sua entrada em fase operacional coincide com um clima de crescente tensão na península por conta da insistência ainda maior da Coreia do Norte em lançar mísseis balísticos (o último foi disparado no último sábado, no que seria o terceiro teste em menos de um mês).

Além disso, o THAAD esteve rodeado de polêmicas e não apenas questionado pelos agricultores de Seongju, que se mostram preocupados pela possibilidade da região se tornar em alvo de ataques norte-coreanos e também pelos efeitos que os potentes radares do escudo tenham sobre sua saúde e plantações. Muitos sul-coreanos acreditam que a implantação é feita de maneira precipitada e que foi aprovada por um governo deposto por um caso de corrupção, da ex-presidente Park Geun-hye.

China

A China pediu nesta terça-feira a suspensão “imediata” da instalação do sistema antimísseis americano THAAD na Coreia do Sul, horas depois de Washington confirmar que o mesmo já está operacional. Pequim denunciava há vários meses a instalação do dispositivo, ao alegar que prejudica sua própria força de dissuasão e possíveis negociações de paz com Pyongyang.

“A posição da China é clara e firme. Somos contrários à instalação do sistema THAAD e pedimos às partes envolvidas que interrompam imediatamente a instalação. Tomaremos as medidas necessárias para defender nossos interesses”, afirmou o porta-voz do ministério das Relações Exteriores, Geng Shuang.

(Com EFE e AFP)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Marcio Eustaquio

    Como alguém pode ser contra algo que a protege de um inimigo com bombas e mísseis balísticos? Já havia lido em outros locais sobre a resistência dá população local quanto a instalação do radar, porém é muito insensato.

    Curtir

  2. 999justforfun

    Esse THAAD não é para proteção dos coreanos nem americanos, mas do interesse do establishment stanistas NWO, os promotores da guerra sem fim.

    Curtir

  3. Claudio Stainer

    A Coréia setentrional tem é bomba suja. Ninguém segua a desgraceira. Se soltar uma e não der chabu morreram , pelo menos, 5 milhões. Se falhar morre muitos coreanos do norte e chineses.

    Curtir