Em protesto, seis delegações abandonaram discurso de Temer na ONU

O presidente da Costa Rica e representantes das delegações do Equador, Bolívia, Venezuela, Cuba e Nicarágua deixaram a Assembleia Geral da ONU

O presidente da Costa Rica, Luis Guillermo Solís, e integrantes de outras delegações de países latino-americanos abandonaram nesta terça-feira o plenário da Assembleia Geral da ONU, negando-se a ouvir o discurso do presidente Michel Temer. O gesto de Solís foi registrado em vídeo, onde é possível ver o presidente saindo do plenário junto de seu ministro das Relações Exteriores, Manuel González, e outros membros de sua comitiva.

O protesto foi imitado por representantes de Equador, Bolívia, Cuba, Nicarágua e Venezuela, que também deixaram o local. O chanceler do Equador, Guillaume Long, comentou em seu Twitter a decisão dessas delegações. “Equador, Costa Rica, Bolívia, Venezuela, Cuba, Nicarágua saem do debate geral da Assembleia Geral da ONU quando Michel Temer tomou a palavra”, postou Long.

A chancelaria da Costa Rica emitiu uma nota oficial onde confirmou a decisão de não ouvir o discurso de Temer. “Nossa decisão, soberana e individual, de não ouvir a mensagem do senhor Michel Temer na Assembleia Geral obedece a nossa dúvida de que, ante certas atitudes e atuações, se queira dar lições sobre práticas democráticas”, expressou a chancelaria.

LEIA TAMBÉM:
Na ONU, Temer diz que impeachment foi exemplo ao mundo
Equador e Venezuela convocam representantes após impeachment
Evo convocará embaixador no Brasil se Dilma for destituída

O texto afirma que o governo costa-riquenho acompanhou a situação política no Brasil e o processo que levou ao impeachment de Dilma Rousseff. No comunicado, a Costa Rica acrescentou que “tem seguido rigorosamente todas as formas diplomáticas e de respeito sobre o processo político no Brasil” e expressou sua “preocupação pela situação nesse país”.

O embaixador da Costa Rica na ONU, Juan Carlos Mendoza, permaneceu em seu assento durante a mensagem de Temer, explicou a Chancelaria. Sobre a saída das delegações de Bolívia, Equador, Venezuela e Nicarágua durante o discurso do presidente brasileiro, o governo da Costa Rica indicou que não lhe corresponde se referir à motivação desses países.

Em seu discurso, Temer expressou o “compromisso inquebrantável com a democracia” no Brasil após o recente julgamento político que culminou no impeachment de Dilma, o que classificou como um “exemplo para o mundo de que não pode haver democracia sem estado de direito”. “O Brasil acaba de viver um processo longo e complexo, dirigido pelo Congresso nacional e o Supremo Tribunal Federal”, afirmou Temer. “Tudo aconteceu no absoluto respeito da ordem constitucional”, frisou.

Vídeo: Momento em que Luis Guillermo Solís e sua comitiva abandonam a Assembleia Geral da ONU

(Com EFE e AFP)

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. José Accetta Filho

    Por qie será: :Países que cortaram relações com o Brasil após impeachment devem mais de R$ 20 bilhões ao BNDES”

    Curtir

  2. Francisco Leonardo Walbon

    BRASIL DEVIA CORTA AS RELAÇÕES COM ESTES PAIS

    Curtir

  3. Ricardo Souza

    Pague o que vcs devem ao Brasil e nem precisa mais voltar pra termos amizade. Não são nossos brasileiros que estão fugindo destes governos ditatoriais (que pregam o comunismo, mas nadam no dinheiro público enquanto a população vive na miséria).

    Curtir

  4. Gesiel Costa

    Esse pessoal não vão fazer falta pelo contrário é um peso a menos.

    Curtir

  5. Rogerio Maia

    Ficaram chateados porque a teta secou.

    Curtir