Duas explosões de baixa potência em Cartagena, sede da Cúpula das Américas

Dois artefatos de baixa potência explodiram nesta sexta-feira em Cartagena, onde se encontra o presidente americano Barack Obama para participar da VI Cúpula das Américas, sem que tenha causado danos ou feridos, informou à AFP uma autoridade policial.

“Dois artefatos de baixa potência explodiram em Cartagena. Um no terminal de transportes e outro perto de um armazém. Não há pessoas feridas nem danos”, disse à AFP o general Rodolfo Palomino, chefe de segurança cidadã da polícia da Colômbia.

Em Bogotá, explodiu na noite desta sexta-feira outro artefato de baixa potência, perto da embaixada americana, e também não houve danos ou feridos.

O chefe da polícia metropolitana de Bogotá, general Luis Eduardo Martínez, afirmou que se tratou de apenas um artefato, e não dois como informado inicialmente.

“Foi um artefato que explodiu com um temporizador”. A explosão rompeu alguns vidros de edifícios próximos.

Em Cartagena, um dos artefatos foi colocado em um terreno baldio na região de Bocagrande, fora da zona colonial, onde está a maior parte dos hotéis dessa cidade turística.

Às vésperas da Cúpula das Américas, a segurança em Cartagena foi reforçada com 17.000 agentes da polícia e militares, além de uma mobilização de helicópteros, uma fragata no porto e robôs antiexplosivos.

Pouco antes, outros dois artefatos de baixa potência explodiram em Bogotá, perto da sede da embaixada americana, sem causar danos ou feridos.

Até agora os atentados não foram reivindicados.

Na Colômbia operam duas guerrilhas, as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), com cerca de 9.200 combatentes, e o Exército de Libertação Nacional (ELN), com outros 2.500.