EUA: Furacão provoca fechamento da Disney e cancelamento de voos

A tempestade chega aos Estados Unidos na noite desta quinta-feira com fortes chuvas e ventos de mais de 200 quilômetros por hora

A aproximação do furacão Matthew, que já deixou um rastro de destruição no Caribe, obrigou companhias aéreas americanas a cancelar voos de e para a Flórida. A tempestade chega aos Estados Unidos na noite desta quinta-feira com fortes chuvas e ventos de mais de 200 quilômetros por hora.

Em comunicado, a Disney afirmou que vai fechar seus parques temáticos, aquáticos e outras propriedades na Flórida Central. A decisão também abrange os campos de golfe e o complexo esportivo ESPN Wide World, e foi decidida “como preocupação” para seus atuais hóspedes.

Segundo a FlightAware.com, um serviço de rastreamento de voos, quase 1.500 viagens foram canceladas dentro dos EUA que tinham o Estado como destino ou como origem, por empresas como a American Airlines, JetBlue Airways, Southwest Airlines, Spirit Airline e Delta Air Lines.

LEIA MAIS:
Furacão Matthew obriga evacuação de 2 milhões de pessoas nos EUA
Furacão Matthew já deixou ao menos 108 mortos no Haiti

Mais de dois milhões de pessoas foram alertadas a deixarem suas casas na costa leste dos Estados Unidos. Autoridades dos Estados da Flórida, Carolina do Sul e Georgia pediram que seus residentes não permaneçam em casa se estiverem no provável caminho do furacão. De acordo com a rede CNN, o número de evacuações obrigatórias no país é o maior desde o furacão Sandy, que atingiu a costa leste da Carolina do Norte até Nova York, em 2012, deixando grandes estragos.

Segundo o Centro Nacional de Furacões americano, não necessariamente Matthew vai tocar o chão nos Estados Unidos. Ainda assim, o olho da tempestade deve chegar “muito perto” da costa, possivelmente como um furacão de categoria quatro, das cinco possíveis.

A tempestade causou chuvas e ventos que deixaram mais de 100 mortos no Haiti, na República Dominicana e em outras nações do Caribe.

(Com Estadão Conteúdo)