Corpo de enfermeira é enviado pelo correio no Japão

Nipo-brasileira foi detida depois de deixar o país usando documentos da vítima

Autoridades japonesas investigam como o corpo de uma jovem foi enviado como uma encomenda postal de Osaka para Hachioji, a oeste de Tóquio, percorrendo um total de 400 quilômetros. O corpo foi encontrado no dia 21 em uma caixa de 2 metros de altura com a identificação ‘boneca’, em um depósito.

A vítima foi identificada como Rika Okada, enfermeira de 29 anos, e tanto o aluguel do depósito como o transporte da caixa de navio foram pagos com o cartão de crédito da jovem. Os investigadores informaram que Rika foi morta a punhaladas. Não há sinais de que ela teria tentado resistir ao ataque.

Uma nipo-brasileira foi detida na manhã desta terça-feira em Xangai depois de fugir do Japão no início de maio usando o passaporte da vítima. Segundo a imprensa local, a mulher entregou-se ao consulado japonês e foi presa por suspeita de crime de imigração. O Itamaraty informou que nenhum contato foi feito com autoridades brasileiras.

A enfermeira foi vista pela última vez no dia 21 de março, em seu local de trabalho. Antes de desaparecer, ela publicou uma mensagem em sua página no Facebook afirmando que iria encontrar uma velha amiga que não via há muitos anos. A imprensa do Japão afirma que as duas foram colegas de escola.

Leia também:

EUA condenam brasileiro por falso alerta de bomba