Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Coreia do Norte diz que não fará mudanças políticas no país

País asiático ameaça não dialogar com o governo conservador da Coreia do Sul

A Comissão de Defesa Nacional da Coreia do Norte disse nesta sexta-feira por meio de um comunicado divulgado pela agência sul-coreana ‘Yonhap’ que o país não terá mudanças políticas.

Kim Jong-um foi nomeado ‘líder supremo’ da nação nesta quinta-feira. Ele assume o lugar deixado por seu pai, Kim Jong-il, que morreu no dia 17 de dezembro. Além disso, o país comunista, que ontem encerrou o funeral do ex-ditador, ameaçou não dialogar com o governo conservador sul-coreano, presidido por Lee Myung-bak.

Este é o primeiro comunicado emitido pela Coreia do Norte após os 13 dias de luto decretados por Pyongyang depois da morte de Kim Jong-il, e segundo a agência ‘Yonhap’, pode representar a futura orientação política do regime em relação ao país vizinho e a comunidade internacional.

A Comissão Nacional de Defesa é mais alto órgão do Exército do país, que conta com 1,1 milhão de soldados. Milhares de civis e militares norte-coreanos se reuniram nesta quinta-feira com autoridades do Partido dos Trabalhadores no último ato do funeral de Kin Jong-il, no qual seu terceiro filho, Kin Jong-un, foi proclamado líder do país.

Os discursos dos líderes do regime mostraram que o sucessor conta com total apoio das Forças Armadas e que seu governo seguirá a linha do regime anterior.

(com Agência EFE)