Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Colômbia investiga se 3 mortes estão relacionadas a “Baleia Azul”

Polícia colombiana suspeita que adolescentes se suicidaram depois de participar de grupos virtuais que incentivam a automutilação e o suicídio

As autoridades colombianas informaram que as mortes de três adolescentes, de 13 e 14 anos, podem estar ligadas ao ‘jogo’ da Baleia Azul, a corrente virtual que incentiva a automutilação e o suicídio como se fossem parte de um desafio.

Os três jovens, que não tiveram a identidade revelada, cometeram suicídio em diferentes cidades da Colômbia.

O diretor do Centro Cibernético Policial colombiano, coronel Fredy Bastista, disse ao jornal local El Espectador que a polícia está investigando as circunstâncias das mortes e as atividades online dos adolescentes.

Batista disse também que foram identificados dois grupos colombianos de incentivo ao grave jogo no Facebook: “Sabemos que muitos outros grupos que são criados com essas intenções (…) mas eu posso dizer há uma ameaça real”, declarou ao El Espectador.

A polícia colombiana está trabalhando em  parceria com a Europol e com o Centro de Cibercrime do México para rastrear os responsáveis por difundir o macabro jogo. Até agora, mais de 3000 pessoas ingressaram em grupos online da Baleia Azul. As autoridades ainda não determinaram quem são esses usuários, mas acredita que a maioria sejam jovens entre 8 e 17 anos.

No Brasil, o problema ganhou repercussão nacional depois que a adolescente Maria de Fátima Oliveira, de 16 anos, foi encontrada morta, no começo do mês, em uma represa de Vila Rica (MT). A suspeita é de que cumpria a última “tarefa” do Baleia Azul. A adolescente tinha cortes na coxa e braços e deixou cartas que indicariam a participação dela no desafio.