Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Colômbia confirma plano das Farc de assassinar Álvaro Uribe

Atentado contra ex-presidente era orquestrado por "Mono Jojoy", chefe militar da guerrilha morto há duas semanas

O ministro da Defesa colombiano, Rodrigo Rivera, confirmou um plano das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) para atentar contra a vida do ex-presidente Álvaro Uribe, a quem garantiu proteção especial.

Segundo Rivera, as informações do plano contra Uribe foram encontradas nos computadores do chefe militar e número dois das Farc, Víctor Julio Suárez, conhecido como “Mono Jojoy”, morto há duas semanas na serra de La Macarena, departamento de Meta (centro do país).

“Das primeiras informações que se tiram desses computadores, é possível detectar uma clara intenção de impulsionar planos criminosos para atentar contra a vida do ex-presidente Álvaro Uribe”, assinala Rivera em nota de imprensa.

O comunicado acrescenta que todas as informações armazenadas nos computadores e pen-drives encontrados no “acampamento mãe das Farc” passarão por uma “minuciosa revisão”.

Rivera destaca que Uribe já foi informado sobre os planos contra ele pelo próprio presidente Juan Manuel Santos.

Horas antes da emissão do comunicado, o promotor Guillermo Mendoza não descartava que existisse esse plano das Farc para “exterminar” Uribe, segundo o diretor de notícias da emissora “RCN”, o ex-vice-presidente Francisco Santos.

A ordem dos chefes do grupo rebelde é “exterminar o ex-líder”, disse Francisco Santos. Ele indicou que, por essa razão, as autoridades já haviam aumentado o esquema de segurança de Uribe, tanto na Colômbia como no exterior.

(com Agência EFE)