Chelsea Clinton pode ser a próxima aposta da família na política

Segundo fontes próximas do Partido Democrata, a filha única de Bill e Hillary tem intenção de se candidatar a uma vaga na Câmara dos Deputados

A derrota de Hillary Clinton na eleição para a Presidência dos Estados Unidos pode não ser o fim da dinastia de políticos da família. De acordo com o jornal New York Post, a filha do casal democrata, Chelsea, cogita concorrer a uma vaga no Congresso americano.

Aos 36 anos, especialista em Relações Internacionais e nascida no meio político, a herdeira Clinton teria expressado sua vontade de se candidatar. Filha única de Bill e Hillary, Chelsea costumava deixar claro que não pretendia seguir a carreira dos pais. Durante a campanha da mãe, porém, fez questão de acompanhar a família em comícios e assumiu um papel importante na Fundação Clinton.

A chance de Chelsea está na vaga da deputada Nita Lowey, que representa o 17º distrito de Nova York no Congresso. Caso a democrata de 79 anos se aposente durante o mandato, a jovem Clinton pode se candidatar para ocupar o posto. Coincidentemente, a região representada por Lowey engloba a vila de Chappaqua, onde fica uma casa recém-comprada pela família Clinton.

“Os Clinton precisam de um tempo para se recuperarem após a derrota, mas não vão desistir”, disse uma fonte secreta do Post. “A política não era a vida que Hillary queria para Chelsea, mas ela escolheu fazer campanha com sua mãe e se mostrou equilibrada, articulada e confortável com a visibilidade”, relatou. Os boatos sobre a jovem teriam surgido no círculo democrata, que a veem como uma escolha óbvia.

A candidatura de Chelsea também seria uma resposta literal ao discurso de Hillary após a derrota, com ares de “passar o bastão” para a nova geração. “Sei que ainda não quebramos o mais alto e rígido telhado de vidro, mas um dia alguém irá – talvez mais cedo do que pensamos”, afirmou a democrata.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. roberta zilio

    A vigarice está no DNA desta família. Eles não desistem do ossinho. Trabalhar nem pensar!

    Curtir

  2. Carlos Marques

    UAI! O casalzinho pendurou as chuteiras?!

    Curtir

  3. Carlos Marques

    Tchau, queridos! Voces, agora, ficaram completamente IRRELEVANTES… A gente só quer saber dos Trump!

    Curtir

  4. Trump vai estar para os Estados Unidos daqui quatro anos assim como Dilma esteve para o Brasil.
    Vai ser um “arraso”.

    Curtir

  5. Fábio Luís Inaimo

    Não saiu na Playboy, não serve !!

    Curtir

  6. Fábio Luís Inaimo

    Sai jaburanga os States não merecem vcs !! Quem mandou estudar muito !?

    Curtir

  7. Fábio Luís Inaimo

    Saiam irrelevantes!!! Viva o politicamente incorreto !! Viva o racismo !! Viva a falastrice !! Viva TrumPT !! Viva Putin !! Viva a 3ª guerra mundial !!!

    Curtir

  8. Eliane Moura

    Se ela escapar da cadeia…

    Curtir

  9. Almerio P. Gaertner

    A mídia, após um trabalho sujo, não desiste. O eleitor foi soberano e elegeu Trump. O irrelevante casal sai da politica pela porta dos fundos. A America mudou. Novos ares e desafios pela frente, nada que Trump não supere.

    Curtir

  10. Fábio Luís Inaimo

    É isso a mídia “gopista” e o mundo todo estão errados, e mesmo com 300 mil votos a menos que Hillary TrumPT é o nosso novo líder!! viva o politicamente incorreto!! Viva a Melônia !! viva o racismo!! viva o machismo !! viva a burrice !!!

    Curtir