Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Chávez oficializa candidatura para tentar completar vinte anos no poder

Atual presidente usou sua luta contra o câncer como discurso de campanha

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, de 57 anos, oficializou nesta segunda-feira sua candidatura para as eleições de outubro, quando tentará o terceiro mandato seguido, que lhe permitirá completar vinte anos no poder.

Cercado por partidários e simpatizantes, Chávez percorreu o curto percurso entre o Palácio de Miraflores e a sede do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) em cima de um caminhão enfeitado com as cores da bandeira venezuelana e a frase: “Chávez, coração da pátria”. Vestindo boina vermelha e um agasalho esportivo, o governante, que se autointitulou o “candidato da pátria”, tentou mostrar disposição apesar de estar convalescente de um câncer e usou a sua luta contra a doença, diagnosticada há um ano, como discurso de campanha.

“Viemos de milagre em milagre. Em um dia como ontem me operavam pela primeira vez, e um ano depois estou aqui com vocês inscrevendo minha candidatura para 7 de outubro. Foi por milagre. Viemos de milagre em milagre e tenho certeza de que com a ajuda de Deus seguiremos vivendo e seguiremos vencendo”, afirmou o atual presidente, no poder desde 1999.

Embora tenha chamado seus opositores de “lacaios a serviço do colonialismo”, Chávez prometeu “respeitar” uma eventual derrota nas urnas. “Serei o primeiro a reconhecer os resultados das eleições de 7 de outubro, que serão processadas pelo CNE”, afirmou.

Leia também: Para suportar dores, Chávez usa droga cem vezes mais forte que a morfina

Câncer – Apesar de ter alardeado o “sucesso” dos últimos exames, após o fim da radioterapia contra uma reincidência diagnosticada em fevereiro, persistem as dúvidas sobre o real estado de saúde do governante, que nunca divulgou o tipo ou a gravidade de seu câncer. Recentemente, o jornal espanhol ABC escreveu que Chávez estaria tomando uma droga cem vezes mais forte que a morfina para suportar as dores provocadas pela extensão do câncer para seus ossos.

Oposição – Henrique Capriles, de 43 anos, o único adversário de Chávez no pleito de 7 de outubro, oficializou sua candidatura no domingo, também cercado por uma multidão de seguidores. Porém, diferente de Chávez, o opositor percorreu a distância até a sede do CNE em uma passeata por dez quilômetros a pé.

Na segunda-feira, Capriles ironizou a opção de seu rival por um caminhão. “Esse candidato não caminha. Acabou a gasolina dele! Como o poder muda algumas pessoas! O que vem é um futuro melhor de progresso”, escreveu ele em sua conta no Twitter.

Para muitos na Venezuela, Capriles representa a tentativa mais sólida de tirar Chávez do poder após treze anos. As pesquisas de opinião, no entanto, não ajudam a deduzir as reais chances do candidato da oposição nas urnas, dando ao atual presidente uma vantagem que varia entre sete e 30 pontos percentuais.

(Com agências EFE e France-Presse)