Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Camboja e Tailândia aceitam monitores internacionais para fronteira em disputa

Área tem sido alvo de conflitos entre os dois países que causaram oito mortes no início deste mês

Depois de um saldo de oito mortos neste mês, Camboja e Tailândia resolveram permitir que uma missão de observadores não-armados da Indonésia monitore sua fronteira. A expectativa é de que a comissão colabore com o fim das disputas sobre a região montanhosa de fronteira que abriga o templo centenário Preah Vihear.

A construção do século XI foi concedida ao Camboja em 1962 por uma corte internacional, mas os dois países disputam seu entorno. O mais recente desses conflitos aconteceu no início de fevereiro e vitimou oito pessoas.

O acordo foi obtido em um encontro da Associação de Nações do Sudeste Asiático em Jacarta, na Indonésia. Nele, os dois países aceitam uma comitiva de 40 observadores militares e civis na região. “Esse é um grupo de observação e não uma missão de paz. Por essa razão, eles estarão desarmados”, anunciou o ministro de Relações Internacionais da Indonésia Marty Natalegawa.