Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Barcelona: manifestantes pedem libertação de líderes separatistas

Cerca de 750.000 pessoas participaram do ato na capital da Catalunha

Cerca de 750.000 pessoas foram às ruas de Barcelona neste sábado para reivindicar a liberdade dos líderes separatistas catalães detidos no último mês pelo governo da Espanha. As manifestações são um novo teste para a capacidade de mobilização de um movimento que tenta se reorganizar após o fracasso da proclamação de independência.

Usando laços amarelos na lapela para demonstrar apoio, os manifestantes encheram a avenida Marina, que sai da praia até a icônica igreja da Sagrada Família de Barcelona, enquanto familiares dos presos discursaram.

Dois dos principais grupos da independência da Catalunha convocaram a marcha, sob o slogan “Liberdade para presos políticos”, depois que seus líderes foram presos sob acusações de sedição, no mês passado.

O protesto é visto como um teste da força do movimento separatista, após o governo catalão declarar independência em 27 de outubro. A declaração unilateral motivou o primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy a destituir os membros do governo catalão, dissolver o parlamento regional e convocar novas eleições para dezembro.

Muitas famílias, jovens e aposentados viajaram de vários locais da Catalunha para participar da marcha. Carregaram fotos com os rostos dos presos e balançaram a bandeira vermelha e amarela da independência da Catalunha.

O protesto foi dominado pelos gritos de “liberdade, liberdade!” e incluiu a leitura de mensagens de todos os líderes presos. Ao final do ato, todos os manifestantes cantaram o hino catalão, “Los segadores”.

A manifestação, que estava prevista para 12 de novembro, foi antecipada para hoje, na tentativa de ressoar as grandes manifestações de 11 de setembro, data da festa nacional da Catalunha.

(Com AFP e Reuters)