Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Avião da FAB decola rumo ao Suriname para resgatar mais brasileiros

Um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) decolou da Base Aérea de Brasília rumo ao Suriname às 12h40 desta quarta-feira para resgatar mais brasileiros que desejam deixar o país após os ataques de moradores da cidade de Albina. A estimativa é que a aeronave retorne a Belém (PA) até o fim do dia.

O voo estava programado para ter início de manhã, mas aguardava autorização do governo surinamês para sobrevoar o país, de acordo com o Comando da Aeronáutica. O avião saiu ontem à noite do Rio de Janeiro, pernoitou em Brasília, e levará 11 pessoas, além da tripulação: dois médicos, dois enfermeiros e representantes da Secretaria Especial de Atenção a Mulher, do Itamaraty e do Gabinete de Segurança Institucional.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, dos 25 brasileiros feridos no confronto com quilombolas surinameses, na semana passada, 20 já receberam alta. Cinco permanecem internados e deverão ser levados para Belém, no voo da FAB. Outros 17 brasileiros manifestaram interesse de voltar ao Brasil e retornarão no mesmo voo.

Em nota, ontem, o Ministério reafirmou que não há notícias de brasileiros mortos no conflito, porque como trabalham em garimpos no interior do Suriname e da Guiana Francesa, costumam passar semanas na floresta, incomunicáveis. “Por esse motivo, é necessário aguardar antes de considerar ‘desaparecido’ qualquer desses cidadãos”, afirma o comunicado.

O avião – Os brasileiros serão resgatados no avião Hércules C-130 da FAB, que é equipado com uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) móvel e medicamentos para socorrer os feridos.

Segundo o major-aviador Mauro Henrique Monsanto, comandante da aeronave, a aeronave tem capacidade para resgatar até 20 passageiros, e os primeiros-socorros poderão ser feitos ainda em território surinamês.

(Com Agência Estado)