Autor de atentado frustrado em Nova York é condenado à prisão perpétua

O paquistanês naturalizado americano Faisal Shahzad, responsável por um atentado terrorista frustrado no centro de Nova York, foi condenado nesta terça-feira à prisão perpétua. Shahzad se declarou culpado por tentar detonar um carro-bomba na Times Square no dia 1º de maio. Ele disse ter recebido treinamento em explosivos do talibã paquistanês (Tehrik-e-Taliban) e revelou que o grupo foi responsável por planejar o ataque.

Shahzad vivia em Connecticut e se tornou um cidadão americano em 2009. Em maio deste ano, estacionou um carro na Times Square durante a noite de um sábado, horário em que o local está lotado, e tentou detonar uma bomba. Vendedores locais viram o veículo parado em lugar suspeito, soltando fumaça, e alertaram a polícia, que em minutos tomou o controle da situação e isolou a área. O esquadrão antibombas desarmou o dispositivo dentro do carro, que também continha produtos químicos e fogos de artifício.

O paquistanês foi preso dois dias depois no aeroporto internacional de Nova York, quando tentava deixar os EUA em direção a Dubai, nos Emirados Árabes. Na ocasião, Shahzad confessou ter cometido dez crimes, entre eles “conspiração para usar arma de destruição em massa” e “tentativa de ato de terrorismo”. Em setembro, promotores federais americanos já haviam adiantado que sua pena poderia ser a prisão perpétua.

Shahzad é casado e tem dois filhos – sua família mora no Paquistão. Ele disse aos investigadores que pensou que o explosivo mataria ao menos 40 pessoas e que ele planejava mais um atentado duas semanas depois. O segundo alvo não foi identificado.

(Com agência Reuters)