Atentado em Cabul deixa 90 mortos e 400 feridos

Explosão ocorreu em área de embaixadas e edifícios públicos da capital do Afeganistão

Pelo menos 90 pessoas morreram e 400 ficaram feridas no atentado com carro-bomba ocorrido nesta quarta-feira, em uma área de alta segurança de Cabul, capital do Afeganistão, perto do Palácio Presidencial, onde se encontram várias embaixadas e edifícios do governo, segundo o último balanço divulgado pelo Ministério de Saúde Pública.

A explosão aconteceu por volta das 8h25 (0h55 de Brasília),  perto da Praça Zanbaq, em uma área próxima às embaixadas da Alemanha, Turquia e Japão, afirmou um representante ministerial, Wahidullah Majroh.

O porta-voz da polícia de Cabul, Basir Mujahid, disse que as primeiras investigações apontam que o veículo, um pequeno caminhão do serviço de rede de esgoto, foi carregado de explosivos e detonado em uma região de bastante movimento de pessoas. “O alvo não está ainda claro, mas foi perto da Embaixada da Alemanha”, afirmou o porta-voz da polícia, lembrando que o local está cercado e que as investigações continuam.

A forte detonação, que foi ouvida em vários pontos da cidade, acontece em pleno mês do Ramadã e em um horário em que as pessoas estão chegando no trabalho. Cerca de 30 veículos que circulavam pelo local sofreram com o impacto da explosão, de acordo com informações da polícia.

Nenhum grupo armado reivindicou a autoria do atentado. Na semana passada, o presidente do Afeganistão, Ashraf Ghani, tinha pedido que todos os grupos insurgentes respeitassem a comemoração do mês sagrado e interrompessem suas ações armadas. No entanto, no domingo, os talibãs realizaram um atentado, também com carro-bomba, em um ponto de ônibus em Khost, no sudeste do país, deixando 13 mortos e oito feridos, no primeiro dia do Ramadã.

(Com EFE)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Não há ordem, não há comando, não há respeito. Como lidar com isso?

    Curtir