Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ataque suicida do Talibã deixa quatro mortos no Afeganistão

Um funcionário e três supostos terroristas morreram nesta segunda-feira e mais três pessoas ficaram feridas em um ataque suicida perpetrado pelos insurgentes talibãs no Ministério da Defesa afegão em Cabul.

O funcionário morto é um assistente do vice-ministro de Defesa afegão, e entre os feridos está o secretário do chefe do Estado-Maior, disse o chefe da seção de investigação de Cabul, Mohammad Zahir, que detalhou que os agressores vestiam uniformes do Exército.

Um porta-voz talibã, Zabiulah Mujahid, reivindicou a autoria do ataque, e revelou que seu objetivo era matar o ministro de Defesa francês, Gérard Longuet, que chegou este domingo a Cabul em visita oficial.

“Dentro do Ministério havia uma reunião na qual estava o ministro de Defesa francês e outros diplomatas”, disse Mujahid.

O ataque foi perpetrado ao meio dia por três terroristas, embora dois tenham sido mortos na entrada do Ministério pelas forças de segurança, e só o terceiro conseguiu detonar a carga explosiva que levava, já no interior do prédio, acrescentou Zahir.

O canal de televisão Tolo informou que o suicida entrou nas instalações utilizando uma carteira e um uniforme do Exército, embora se desconheça se os membros do comando entraram nas forças armadas seguindo os trâmites normais de recrutamento.

Nos últimos tempos aumentaram as denúncias sobre infiltrações dos insurgentes nas forças armadas afegãs, e o próprio Ministério da Defesa disse ter tomado medidas para prevenir este problema.

Vários soldados da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf) morreram desde 2010 baleados em confrontos contra supostos insurgentes vestidos com uniformes do Exército afegão.

(com Agência EFE)