Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argentino que estuprou, se casou e matou mulher é condenado à prisão perpétua

Buenos Aires, 27 jun (EFE).- Um tribunal argentino condenou nesta quarta-feira à prisão perpétua um homem que assassinou a sua esposa uma semana depois de se casaram e ela ter perdoado ele por tê-la violado, informaram fontes judiciais.

O Tribunal da Audiência de Julgamento de General Pico, na província argentina do Pampa, impôs a pena máxima por homicídio agravado pelo vínculo a Máximo Tomaselli, de 26 anos.

A esposa de Tomaselli, Carla Figueroa, tinha 19 anos quando em dezembro de 2011 foi assassinada a punhaladas. O caso comoveu a Argentina, que levou à derrogação do conceito legal de ‘compromisso’, item pelo qual o condenado tinha sido libertado após a violação.

Antes do estupro, em abril de 2011, Tomaselli e Carla tinham tido uma relação, da qual nasceu uma criança, hoje com três anos.

‘Me declaro culpado, embora tenha lembrança o que fiz. Que me condenem pelo que fiz e pelas evidências que tive em minhas próprias mãos’, disse o acusado durante o julgamento, segundo a imprensa local. EFE