Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Argélia encerra estado de emergência em vigor há 19 anos

Suspensão valerá após publicação no diário oficial do país, que é 'iminente'

O governo da Argélia aprovou nesta terça-feira o fim do estado de emergência, em vigor no país há 19 anos. Segundo informações da agência oficial de notícias APS, a suspensão valerá após sua “iminente” publicação no diário oficial argelino.

O fim do estado de emergência é uma das principais exigências dos opositores ao regime de Abdelaziz Buteflika que se manifestam há cerca de duas semanas, inspirados na Tunísia e no Egito. Segundo a Liga Argelina para a Defesa dos Direitos Humanos (LADDH), só no primeiro e maior protesto, que reuniu 2.000 pessoas, mais de 300 militantes foram presos em Argel, Orã, no oeste do país, e Annaba, no leste. Entre eles estava Fodiol Bumala, um dos fundadores da Coordenação Nacional para a Mudança e a Democracia (CNCD), que havia convocado a marcha, e o deputado opositor Othman Mazuz.

Há algumas semanas, o presidente Bouteflika já havia assinalado que o estado de emergência seria retirado “em um futuro próximo”. De acordo com o mandatário, a medida foi instalada unicamente em resposta “à luta contra o terrorismo”. Atos públicos são proibidos desde que o país enfrentou, em 1990, uma guerra civil entre o exército e insurgentes islâmicos, matando 150.000 pessoas.

(Com agência Reuters)