Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Apesar dos ataques aéreos russos, Estado Islâmico avança na Síria

Militantes do Estado Islâmico capturaram nesta sexta-feira uma série de aldeias perto da cidade de Aleppo, na Síria, em um ataque relâmpago que aproximou o grupo extremista da maior cidade síria. Apesar do aumento dos ataques aéreos russos que Moscou insiste que estão sendo direcionados aos extremistas, o avanço do EI nesta sexta-feira foi o mais significativo em meses.

Autoridades dos Estados Unidos e rebeldes sírios afirmam que os ataques aéreos russos têm atingido os opositores ao regime do presidente sírio, Bashar Assad, além de civis. A Rússia, por outro lado, garante que seus ataques têm como alvo principalmente os militantes do Estado Islâmico.

Leia também:

Pentágono anuncia fim de programa de treinamento de rebeldes sírios

França bombardeia posições do Estado Islâmico na Síria pela segunda vez

EUA querem saber por que o Estado Islâmico tem tantos carros Toyota

As aldeias capturadas pelo EI foram Tal Qrah, Tal Sousin e Kfar Qares, ao norte de Aleppo, a maior cidade da Síria e sua capital comercial. O grupo também apreendeu uma antiga base militar conhecida como a Academia de Infantaria, que os rebeldes capturaram do exército sírio, há dois anos.

O avanço mostrou que os jihadistas estão mudando de local rapidamente na Síria, onde a Rússia e os Estados Unidos estão lançando ataques aéreos, em meio a uma guerra civil que já castiga o país há mais de quatro anos.

De acordo com o Estado Islâmico, a tomada das aldeias e de outras posições estratégicas na província de Aleppo, depois de enfrentar grupos armados da oposição,forçou os rebeldes a se retirarem depois que um certo número de seus combatentes foram mortos ou capturados.

(Com Estadão Conteúdo)