Português será indicado como novo secretário-geral da ONU

António Guterres, ex-premiê de Portugal, ainda passará por nova votação formal do Conselho de Segurança na quinta-feira

Tido como favorito, o ex-primeiro-ministro de Portugal António Guterres deve ser escolhido para suceder o sul-coreano Ban Ki-moon no cargo de secretário-geral das Nações Unidas (ONU) a partir de 2017. Após cinco votações para excluir os outros candidatos, os 15 membros do Conselho de Segurança chegaram a um acordo em torno do nome do português, que recebeu 13 votos a favor, duas abstenções e nenhum veto.

Uma votação formal ainda irá ocorrer na quinta-feira, para confirmar a escolha do indicado. Guterres, de 67 anos, comandou Portugal entre 1995 e 2002, como membro do Partido Socialista. De 2005 a 2015, serviu como Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados, onde precisou lidar com a crise migratória e cortar gastos da agência.

Leia também:
Nova secretária-geral da ONU deveria ser mulher, diz Ban Ki-moon
Brasileiros entopem Instagram da ONU após foto de Temer
Obama aproveita discurso na ONU para fazer balanço de sua gestão

Na votação desta quarta, Guterres concorreu diretamente com a búlgara Kristalina Georgieva, apoiada pela Alemanha, que obteve oito votos negativos. Após ser indicado pelos membros do Conselho de Segurança na votação de amanhã, o português ainda precisa ser aprovado pela Assembleia Geral da ONU. Ele então substituirá Ban Ki-moon, que ficou dez anos no cargo.

(Com ANSA)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Micky Oliver

    Ora pois!

    Curtir