Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Americanos poderão assistir à apuração eleitoral nos cinemas

Sala de cinema do país irão transmitir os resultados das urnas ao vivo em 8 de novembro, mas separando republicanos e democratas

A eleição presidencial nos Estados Unidos, marcada por polêmicas sem fim e intrigas entre os candidatos, terá um final digno de ficção. Os resultados do pleito de 8 de novembro serão transmitidos em salas de cinema pelo país, para que os americanos possam acompanhar juntos o desfecho da trama.

A rede de cinemas AMC anunciou que irá transmitir a cobertura da emissora de TV CNN, além dos resultados regionais, em cinquenta salas dos Estados Unidos. Para evitar brigas, serão 25 cidades com duas salas cada: uma apenas para os eleitores republicanos e outra para os democratas.

Outra rede de cinemas do país já havia aproveitado a eleição americana para atrair espectadores. Em setembro e outubro, a Regal Cinemas promoveu sessões gratuitas, ao vivo, com os debates eleitorais entre Hillary Clinton e Donald Trump. A AMC não cobrará ingressos de quem quiser acompanhar os resultados, mas apenas aqueles que se associarem a seu programa de pontos poderão participar.

A ideia das redes de cinema parece trazer à tona uma tradição antiga dos americanos, antes das transmissões ao vivo na TV e na internet. Em 1944, cerca de 250.000 pessoas se reuniram na avenida Times Square para esperarem os resultados em frente ao prédio do jornal The New York Times.