Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acusadas de bruxaria, seis pessoas são assassinadas a golpes de facão na Índia

Os mortos eram todos da mesma família e eles foram atacados por uma multidão. Todos os homens do povoado de Munda Sahim deixaram suas casas por medo da polícia

Seis pessoas de uma mesma família, entre elas quatro menores, acusadas de praticar bruxaria, foram assassinadas nesta segunda-feira no leste da Índia, noticia a rede BBC. O crime aconteceu na pequena vila de Munda Sahim, no Estado de Orissa, quando a família foi surpreendida por uma multidão que os espancou e os atacou com golpes de facões.

“Os seis membros da família foram assassinados com armas cortantes. Enviamos os corpos para que seja feita a autópsia. Estamos nos esforçando para deter os acusados”, disse o superintendente da Polícia regional, Ajay Pratap Swain ao jornal local Odisha Sun Times. Uma brigada da polícia e uma equipe científica descobriram “em um charco de sangue” os seis corpos na casa junto a outros dois membros da família seriamente feridos, que foram levados ao Hospital geral do Distrito de Keonjhar.

Leia também

“A balança sempre pende para lado masculino”

Vídeo: Câmera de segurança capta descarrilamento de trem na Índia

Premiê indiano elogia colega de Bangladesh, ‘apesar de ser mulher’

Enquanto a investigação ocorre, todos os homens do povoado deixaram suas casas por medo das ações da polícia. Este é o segundo incidente similar ocorrido neste mês em Orissa, depois que um homem de 45 anos foi queimado vivo por seus vizinhos em outra aldeia acusado de praticar bruxaria. Nos últimos cinco anos, o Estado litorâneo de Orissa contabilizou 278 pessoas assassinadas acusadas de praticar bruxaria, segundo os dados do jornal Odisha Sun Times.

A situação chegou a tal ponto que o governo do Estado criou em 2013 a Lei de Prevenção de Caça às Bruxas, para tentar inibir o comportamento da população que ataca os “bruxos e bruxas” — geralmente pessoas das castas mais baixas, adeptas de práticas supersticiosas rituais tribais. Os sacrifícios humanos e os linchamentos por bruxaria são frequentes também em outras áreas tribais da Índia, apesar de vários governos regionais terem iniciado campanhas de sensibilização.

(Da redação)