Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Acidentes aéreos fatais aumentam em 2016, diz associação

65 acidentes ocorreram no ano passado, o que representa uma queda em relação aos 68 de 2015

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) informou nesta sexta-feira que o número de acidentes aéreos diminuiu em 2016. Entretanto, o número de casualidades que resultaram em mortes aumentou em relação ao ano anterior.

Cerca de 65 acidentes ocorreram no ano passado, o que representa uma queda em relação aos 68 de 2015 e a média anual de 81 dos últimos cinco anos, de acordo com o relatório anual mais recente da entidade sobre a segurança na aviação.

Dos acidentes de 2016, dez foram fatais, contra quatro em 2015. “De fato voltamos atrás em alguns parâmetros cruciais do desempenho excepcional de 2015. Entretanto, voar ainda é a forma mais segura de percorrer longas distâncias”, disse Alexandre de Juniac, diretor-geral e executivo-chefe da IATA, em um comunicado.

Conforme informações da IATA, associação que representa cerca de 265 empresas aéreas, os acidentes analisados pelo relatório ocasionaram 268 vítimas fatais, um aumento em comparação com as 136 de 2016, e queda em relação a média de 371 dos últimos cinco anos.

Alguns dos principais acidentes de 2016 foram a queda do avião na Colômbia com o time da Chapecoense, atribuída a um erro humano, matou 71 pessoas em novembro, incluindo a maior parte da equipe brasileira, e o voo da Egyptair que caiu quando ia de Paris ao Cairo em maio, matando todas as 66 pessoas a bordo.

(Com agência Reuters)